dedicação pela vida

Crianças e mães assistidas pela Abrace conhecem Lorena do Careca TV

Careca TV na Feira do Livro 2

No palco, uma menina de 12 anos com uma grande história de superação. Lorena Reginato teve um câncer no cérebro e perdeu todos os movimentos do corpo da noite para o dia. Mesmo com as adversidades, ela não desistiu do seu grande sonho e se tornou um fenômeno na internet com o Careca TV, que traz vídeos descontraídos com rotina do tratamento, brincadeiras e jogos.

Na plateia, pessoas que conhecem bem as dificuldades que a Lorena encara no dia a dia dentro de um hospital. Eram crianças e mães assistidas pela Abrace, que vieram de fora do Distrito Federal para enfrentar o duro tratamento contra o câncer em Brasília.

Lorena encontrou no amor pela irmã e pela mãe uma motivação para continuar sorrindo. Aos poucos, ela está recuperando os movimentos, mas ainda necessita de uma cadeira de rodas e tem um pouco de dificuldade para falar. Mesmo assim, nada impediu que ela viesse de Jaú, São Paulo, para participar da 32ª Feira do Livro de Brasília e compartilhasse sua história em um bate-papo descontraído. "Uma coisa ruim acontece para trinta coisas melhores acontecerem. Então, espere que as coisas ruins passem para as coisas boas chegarem", disse com a doçura que a tornou um sucesso entre os internautas.

Se ser Youtuber já é complicado, para alguém que passa por quimioterapias, o desafio é ainda maior. Lorena teve que lidar com comentários maldosos e até mesmo com o ataque de um hacker, perdendo 2,7 milhões de visualizações e todos os vídeos. Apesar disso, ela não desistiu do sonho dela e bateu o próprio recorde de inscritos no novo canal, tendo mais de 500 mil em menos de 24 horas. "Eu faço os vídeos para me divertir. Pode me hackear uma vez, outra e outra vez, mas eu não vou parar. Pode ter um inscrito, mas eu não vou parar", destaca Lorena.

Fiorella Reginato, mãe de Lorena, também estava na plateia, mas deixou uma mensagem de motivação para as mães que estão passando pelo mesmo que ela: "Em primeiro lugar, tem que ter muita fé e muita força porque não é fácil o nosso caminho. Nossa luta é diária. Parece que não vai ter fim, mas vai ter sim. A gente tem que levantar e agradecer a Deus por mais um dia de vida. Sempre de cabeça erguida e não desanimar".

Para Edilene Vitória da Silva, que é mãe da Taiane e está hospedada na Casa de Apoio da Abrace, o sentimento era de gratidão. "Vim para Brasília com a Tatá quando ela tinha um ano e seis meses. Hoje ela tem 8 anos e viemos apenas para uma consulta de acompanhamento. A Lorena mostra que não devemos desistir dos nossos sonhos e a Tatá quer ser cozinheira e fazer faculdade. Não tenho dúvidas de que ela conseguirá. Temos que agradecer a todos que nos ajudaram e pela Abrace ter aparecido em nossas vidas", conta a mãe. 

Lorena também fez questão de deixar uma mensagem para as crianças e adolescentes assistidos pela Abrace. "Eu sei que não é nada fácil, mas tem que esperar que as coisas boas virão. Tem que aguentar firme", disse com um sorriso no rosto, mostrando que o segredo da felicidade é viver intensamente cada segundo.

 

Foto: Academia Literária DF

by acls us
Abrace

Endereço:

QE 25, Área Especial I
CAVE. Guará II
Brasília - DF
CEP: 71025-015.
Abrace Saiba como chegar