dedicação pela vida

AbrArte: oficinas de artesanato na Abrace resgatam autoestima e emponderam mães de assistidos

Os ofícios ocupam a mente e criam novas perspectivas para o mercado de trabalho.

A Abrace recebe assistidos do DF, entorno e de muitas partes do Brasil, especialmente, regiões como o Norte e o Centro-Oeste. No entanto, o tratamento das crianças e adolescentes com câncer e hemopatias, realizado no Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB), pode durar meses ou até anos. Então, você já parou para pensar no que as mães podem fazer, entre uma consulta e outra?

Na Abrace, elas aprendem. Criado há 1 ano, o projeto AbrArte transforma o tempo livre das mães em uma oportunidade para desenvolver um ofício e ainda, promove o sentimento de empoderamento e autoestima. O projeto conta com recursos do Fundo de Apoio à Cultura (FAC) para comprar os materiais e já entregou, desde a sua inauguração, 28 certificados para mães e até para adolescentes assistidos pela instituição.

Certificado

A artesã e professora Marcela Buralli disse que dois assistidos participaram das aulas. “Tivemos dois assistidos nas aulas. Um deles foi o Wesley Gonçalves, 17 anos. Ele era assíduo e costumava estar na companhia da mãe. Ambos, aproveitavam o tempo de espera entre as consultas ou internação no HCB para produzir as peças”, revela.

Já Cleusiane Francisco de Melo, 30 anos, usou suas habilidades para gerar uma renda extra para a família. “Aprendi a fazer laços, tiaras, flor de feltro, patchcolagem em toalhas. E já até os vendi, numa visita dos contribuintes, na Abrace. Consegui vender R$ 50 reais em peças de artesanato”, conta. Cleusiane é mãe do Vitor Hugo, 5 anos, que faz tratamento contra um tumor no cérebro.

Pecas geral

O mesmo ocorreu com Fernanda Ferreira da Costa, 25 anos. Para ela, as oficinas abriram as portas do mercado de trabalho: “pretendo trabalhar com isso, vender e ter uma fonte de renda. Aprendi a fazer capas de caderno, pompons e tiaras com cetim. Na exposição realizada em julho, aqui na Abrace, durante o café do contribuinte, consegui vender R$ 45. Já é um ótimo resultado para quem está começando”, observa. Fernanda é mãe da Maria Eduarda Ferreira Amorim, 5 anos, que está se tratando de um tumor nos rins.

Durante as oficinas, o material didático também inclui apostilas para as alunas. Para a professora Marcela a oficina não se resume em aulas. “Sempre que uma mãe estava mais desanimada, em virtude do tratamento do filho, a gente fazia uma dinâmica, conversava um pouco. É uma forma de ajudar essas mulheres, que estão passando por um momento tão delicado da vida, a ter uma profissão”, explica.

A presidente da Abrace Maria Angela esclarece que é preciso ensinar as mães a caminharem com as próprias pernas. “Esse tipo de atividade levanta a autoestima e dá uma nova perspectiva de vida para essas mães e a não voltarem à situação anterior de exclusão social.

 

Novas oficinas já começam no mês de fevereiro

Na manhã desta quarta, 7 de fevereiro, a Fundação Banco do Brasil firmou convênio com a Abrace. Assim, mães que têm filhos assistidos pela instituição poderão aprender uma nova profissão e dar os primeiros passos para o empreendedorismo. “Estamos muito felizes em poder colaborar com o desenvolvimento e com o empoderamento dessas mães. A Abrace tem um trabalho muito bonito de ver e de sentir, por isso, é realmente gratificante fazer parte desse projeto”, aponta o gerente geral do Banco do Brasil, responsável pelo financiamento do projeto, Alex Souza.

Convenio

A professora e artesã Marcela Buralli explica que, neste semestre, as mães conhecerão um pouco mais sobre o bordado. “O bordado é versátil. Com ele é possível elaborar muitas peças, inclusive, com palavras positivas, o que acaba sendo uma ótima terapia. Faremos ecobags, kits de bordados e pinturas, pedraria e outros”. Aos interessados, a inscrição para a oficina AbrArte é feita com as assistentes sociais da Abrace. As aulas começam no dia 19 de fevereiro.

Peças bordadas

Todos juntos BB

by acls us
Abrace

Endereço:

QE 25, Área Especial I
CAVE. Guará II
Brasília - DF
CEP: 71025-015.
Abrace Saiba como chegar