dedicação pela vida

Humanização em todas as pontas do tratamento

A presidente da Abrace, Maria Angela Marini, palestrou no primeiro dia do Congresso Brasileiro da Criança com Condições Complexas de Saúde, organizado pelo Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB). Com o tema “Abrace – o braço social no cuidado paliativo domiciliar – Projeto William”, a presidente explicou sobre o trabalho que a instituição desenvolve nos seus 32 anos de história e sobre a assistência social que deve ser desenvolvida com a criança, o adolescente e a família que enfrenta o câncer.

O foco em cuidados paliativos levou a palestrante a resgatar o histórico de uma das ações da Abrace que trata sobre o assunto. Em 2002, William foi o primeiro paciente que recebeu a modalidade diferenciada de atendimento após o prognóstico como fora de possibilidade de cura terapêutica. A psicóloga na época, Karla Albuquerque, e a assistente social, Luci Ane Ferrari, pontuaram todas as questões que afligem os pais ao receber a notícia de não possibilidade de cura. A partir disso, montou-se uma metodologia para acompanhar a família que está nesse processo, a esse trabalho deu-se o nome de Programa William.

A partir desse episódio, passou a existir o acompanhamento intensivo do paciente fora de possibilidade de cura terapêutica e do apoio à sua família, oferecendo os recursos necessários para proporcionar qualidade de vida e preparação para enfrentamento do processo de morte. O programa ainda realiza sonhos dos pacientes. “Esse projeto foi o ponta pé que a Abrace deu para o que se tornou os cuidados paliativos hoje”, conclui Maria Angela. Após esse primeiro procedimento, passou-se também a acompanhar os óbitos, prestando assistência à família também nesse momento.  

O trabalho realizado pelas assistentes sociais da ong, responsáveis por esse segmento, estende-se ao HCB por meio do ambulatório de cuidados paliativos, que tem como médico responsável doutor José Carlos Córdoba. A ideia é ter a continuação do trabalho humanizado proposto pela Abrace. Maria Angela vê esse serviço conjunto como um maior conforto que a equipe hospitalar passa a todos os pais que acabam sentindo essa dor.

O presidente do congresso e superintendente executivo do HCB, Renilson Rehem, diz que o tema da palestra é muito apropriado para o congresso, já que o assunto é complexidade. Mostra a continuação da parceria entre a instituição e o HCB. “A origem do hospital se deve a Abrace e essa é uma das ações que temos com a instituição. Quer dizer, não houve uma preocupação somente em construir, mas em manter trabalhos aqui dentro”, ressalta.

A apresentação de Maria Angela foi concluída com a apresentação de um mantra e a leitura da carta escrita pela ex-paciente oncológica, sua filha, Joanna Marini, que com 5 anos recebeu o diagnóstico de leucemia. “Espero que vocês tenham gostado de saber qual o motivo da Abrace: são as nossas crianças”, concluiu com essa fala a presidente.

  

by acls us
Abrace

Endereço:

QE 25, Área Especial I
CAVE. Guará II
Brasília - DF
CEP: 71025-015.
Abrace Saiba como chegar