Dia do Voluntariado celebra a importância da solidariedade na história da Abrace

A data foi marcada por depoimentos de voluntários e mensagens de agradecimento, destacando a entrega de quem doa seu tempo e dedicação para a causa
Publicado dia 01/09/2021 às 15h40min

Instituído em 28 de agosto de 1985, através da lei nº 7.352, o Dia Nacional do Voluntariado é comemorado anualmente para registrar a importância desse trabalho para a sociedade. Segundo a pesquisa Brazil Giving Report, em 2018 a quantidade de pessoas que fizeram algum trabalho voluntário chegou a 53%. Isso significa que a visão de colaboração e apoio chega a mais da metade dos brasileiros.

Para a Abrace, a atuação dos voluntários é um marco que faz diferença há 35 anos, desde quando a Instituição foi criada. Iniciada através da atuação de pais que estavam lidando com o tratamento de câncer de seus filhos, a história da Abrace foi construída e segue com base no voluntariado. Afinal, todo o corpo de diretores e presidente atua dessa forma até hoje.

“Ser voluntário é uma opção, é por vocação que fazemos o voluntário. Não há obrigação em decidir ser voluntário, há compromisso e responsabilidade. O que resulta desse ato é a promoção do bem estar daqueles que recebem a doação do nosso tempo, experiência, carinho e amor ao trabalho que é executado em benefício a outrem ou a causa que nos dá também grande satisfação e alegria”, salienta Maria Angela Marini, presidente da Instituição, agradecendo o apoio e solidariedade dos voluntários tão presentes na Abrace.

Mãos dadas que fazem história

Doutora Isis Magalhães, diretora técnica e hematologista pediatra do Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB), além de integrante do Conselho Técnico-Científico da Abrace, destaca a história do voluntariado que também originou a unidade que teve seu primeiro bloco construído com recursos de parceiros e doadores da Abrace e hoje integra a rede pública de saúde do Distrito Federal.

“O hospital nasce da força desses voluntários. Eles arregaçaram as mangas e conseguiram fazer toda a sociedade de Brasília se juntar nessa causa, nesse esforço transformador. Nasce um hospital e um modelo concreto de parceria do estado com a sociedade civil para concretizar de fato o projeto extraordinário, diferente, de atenção integral nesses tipos de patologia que é o HCB. Os voluntários vêm e se doam de uma forma que nos impressiona, porque eles entregam seus conhecimentos, suas vidas pessoais, a expertise e trazem para doar”, acrescenta.

É importante lembrar que a pandemia impactou diretamente nessa área, impedindo diversas ações presenciais, e modificando a forma de se pensar e realizar o voluntariado. A Abrace, por exemplo, precisou suspender por tempo indeterminado a atuação de voluntários e eventos presenciais, considerando que os assistidos compõem o grupo de risco do coronavírus. 

Assim, aos poucos precisou também se adaptar e considerar ações virtuais como as contações de histórias e intervenções de palhaços do grupo Doutores com Riso de forma online. As ações nessa área são coordenadas por Marli Trindade, Diretora de Gestão de Pessoas, que faz questão de parabenizar os voluntários da Abrace. “Ser voluntário é ser doação, humildade, gratidão e somos muito gratos por ter vocês nesse nosso mosaico do amor”, destaca.

Áurea Oliveira é voluntária em diversas instituições desde os seus 16 anos de idade e na Abrace é voluntária desde 2002, há mais de 17 anos, atuando em grupos de passeios e também no grupo Contadores de Histórias. Ela destaca o quanto a ação traz realização para quem doa seu tempo e conhecimento. “Ser voluntário é encontrar sentido de vida, é estar do lado de quem mais precisa na hora que mais precisa. É um privilégio sem igual, um momento único. Não tem jeito melhor de cuidar de nós mesmos, da própria dor, do que cuidar do outro”, finaliza.

Confira os depoimentos completos da reportagem na série especial que fizemos nas nossas redes sociais entre os dias 23 e 28 de agosto em homenagem aos voluntários. E se você tem interesse em se tornar um voluntário da Abrace ou abraçar a luta contra o câncer, há diversas formas de ajudar e fazer parte dessa corrente do bem. Aqui no site da Abrace você pode se inscrever como voluntário ou se informar sobre como se tornar um doador através da aba “Como ajudar” em: https://abrace.com.br/comoajudar ou pelo telefone 3212-6000.

Reportagem: Mariana Camargo

Acompanhe a Abrace.

Não perca nossos eventos, materiais educativos e informações sobre a luta contra o câncer infantojuvenil. Inscreva-se para receber por e-mail.