Dia para abrir o sorrisão e entrar na corrente do bem

A Abrace realizou mais um McDia Feliz e, com muita alegria, voluntários, parceiros e a sociedade civil se uniram para contribuir com a campanha
Publicado dia 29/08/2019 às 16h00min

Enquanto o relógio marcava 10h da manhã, no dia 24 de agosto, os assistidos José Augusto, Jonas e Ângelo faziam, em cima do palco que abriria o McDia Feliz 2019, passos de dança no ritmo da música. Vestidos com a nova camiseta da Abrace – feita especialmente para a campanha – eles representavam bem o espírito do evento. Durante todo o dia, em todas as lojas do McDonald’s do Distrito Federal e Valparaíso/GO, a animação foi igual.

Foram 1.100 pessoas se voluntariando, entre convidados e da Abrace, 29 anfitriões mobilizados para atuar na campanha que tinha como objetivo complementar, com a aquisição de três equipamentos, a sala de ressonância magnética do Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB). Dois deles são máquinas de anestesia e um monitor de sinais vitais, que se tornam indispensáveis em procedimentos com sedação. O terceiro é uma bomba injetora de contraste específica para exames que necessitem do uso de contraste. Para análises oncológicas esse aparato é primordial já que auxiliam, no momento do exame, a obter a melhor visualização magnética. Com isso, os médicos poderão detectar tumores de forma precoce, principalmente os localizados no sistema nervoso central – o segundo mais frequente entre os tumores sólidos – e em lesões pequenas.

A abertura do evento teve a presença da presidente Maria Angela Marini, que, em seu discurso, relembrou da importância das arrecadações anteriores para a Abrace. “É muito gratificante estar em um movimento deste com o Instituto Ronald McDonald’s (IRM), que beneficia a nossa instituição com recursos desde 1990. Junto ao IRM fizemos vários projetos e conseguimos continuar a missão de assistência social da Abrace, indo muito além”, comemora. “Captamos recurso junto à comunidade para a construção do hospital na primeira etapa e temos muita alegria em ver o quanto tem gerado um bom benefício a todos da sociedade brasiliense e do Brasil, afinal hoje temos até pacientes vindo de fora para tratar aqui”, lembra.