Os anjos na vida de Vanusa

Publicado dia 15/07/2016 às 10h00min

Quinze anos se passaram, mas Vanusa Cardoso lembra de cada detalhe do dia em que recebeu o diagnóstico médico. "Quando descobri que estava com leucemia, foi um baque tremendo na minha vida e da minha família. Não sabia como e nem porque estava acontecendo aquilo comigo", conta ela.

Aos 14 anos de idade, Vanusa enfrentou um dos maiores desafios da vida dela, saindo de casa, em Posse (GO), para encarar o tratamento em Brasília. "Lugar estranho, pessoas que nunca tinha visto, remédios fortes e minha mãe ali, sempre ao meu lado, acompanhando meu nervosismo", relembra.

Para enfrentar esta fase tão difícil, ela contou com o apoio da Abrace, que garantiu todas as condições necessárias para manter o tratamento. "Eu ficava me perguntando: que lugar é esse, meu Deus? Eu e minha mãe fomos recebidas tão bem. Tínhamos um lugar para ficar, condução para levar nos hospitais e atenção de pessoas que não mediram esforços em ajudar", destaca.

Hoje, de volta à cidade natal, a rotina dela está longe de quimioterapias e hospitais. Os desafios agora são bem diferentes. Apesar de não ter a mesma resistência física, Vanusa se esforça para caminhar cerca de 15 quilômetros com os amigos em momentos de lazer. "Tenho minha vida normal. Me desafio e não me abalo por pouco, pois a maior batalha eu já venci: o câncer. Agradeço muito por estar viva e dividir isso com vocês", relata com carinho.

Vanusa tem um filho de 8 anos e os tempos difíceis ficaram apenas nas lembranças. Ao recordar, o sentimento que prevalece é o de gratidão. "Obrigada, Deus! Primeiramente, por ter me dado uma nova chance de estar aqui hoje para agradecer a todos que ajudam sem pedir nada em troca. Obrigada por tudo", disse Vanusa, referindo-se aos anjos que atravessaram o caminho dela durante o tratamento.

Acompanhe a Abrace.

Não perca nossos eventos, materiais educativos e informações sobre a luta contra o câncer infantojuvenil. Inscreva-se para receber por e-mail.